Por que as crianças precisam ouvir histórias clássicas?

1c5f4893a282b897a01e522b3daf4cf7

Ter acesso à boa literatura desde a mais tenra idade é fundamental para a estruturação do pensamento, a formação do imaginário e o desenvolvimento da linguagem compreensiva e expressiva. Isso todo mundo já sabe. Pouco se fala, porém, de um segundo benefício da literatura para a formação pessoal: a educação dos sentimentos.

Bons livros nos transportam para outros tempos e lugares. Eles nos dão oportunidade de vivenciar outras vidas e outras subjetividades. Conhecemos formas de agir e sentir que muitas vezes nem suspeitávamos, expandindo a nossa imaginação afetiva e os nossos horizontes existenciais. Isso nos torna mais autoconscientes e mais capazes de compreender os outros. Em suma, a literatura pode nos tornar pessoas melhores, mais bem preparadas para os relacionamentos da vida.

As crianças adoram ouvir histórias, pois a sua capacidade de se deixar envolver e levar por outras possibilidades existenciais é praticamente ilimitada. Nessa fase de extrema abertura imaginativa, é muito importante que os adultos lhes contem histórias que possam, ao mesmo tempo, dar asas à sua imaginação e ampliar o seu conhecimento do mundo.

Mas como selecionar a boa literatura dentre a enorme quantidade de livros publicados a cada dia, grande parte sem nenhuma qualidade? Em outras palavras: o que devemos ler para as nossas crianças?

A boa literatura infantil não se resume, obviamente, às histórias que já se tornaram clássicas. Há ótimos títulos contemporâneos no mercado editorial. Mas a melhor estratégia é garantir que seu filho tenha contato com os clássicos já consagrados, enquanto, paralelamente, você seleciona dentre os autores contemporâneos aqueles que merecem ocupar o seu tempo e o seu imaginário.

Por que privilegiar os clássicos? Primeiro porque as obras de literatura clássica resistiram à ação das mudanças sociais e atravessaram gerações mantendo o seu poder de atração, seja por milênios, séculos ou décadas. A literatura clássica é aquela que não sai de moda. E ela permanece porque, ao captar, fixar e revelar algo de essencial acerca da natureza humana, transcende a sua própria época.

O segundo motivo que torna a literatura clássica incontornável para uma boa educação é que ela transmite às novas gerações o repertório cultural preservado pela tradição. Ali está condensado todo um esforço de observação e compreensão da vida humana por parte de pessoas de rara sensibilidade e capacidade de expressão. Por isso, como disse o escritor italiano Ítalo Calvino, “um clássico constitui uma riqueza para quem o lê.”

O mundo da literatura clássica infantil é muito vasto, mas há três gêneros incontornáveis, que podem fazer parte da experiência literária das crianças a partir dos 3 anos de idade: as fábulas, os contos de fadas, e a obra de Monteiro Lobato. Não perca a próxima postagem. Vou falar sobre cada um desses gêneros de literatura infantil e trazer uma série de dicas de como tornar mais produtiva a leitura de cada um deles.

*          *          *

Mas, antes de finalizar, quero falar uma última coisa. Quando tomamos a decisão de nos envolver pessoalmente com a educação literária de nossos filhos, assumindo-a como uma tarefa prioritária, muitas vezes nos deparamos com lacunas importantes em nossa própria formação. Diante da constatação de que não temos conhecimento suficiente para orientá-los adequadamente, há duas atitudes possíveis.

A primeira, e infelizmente a mais frequente, é responsabilizar nossos pais e professores, e em seguida cruzar os braços, como se o problema não nos pertencesse. Isso obviamente não leva ninguém a lugar nenhum. A segunda atitude, mais honesta e sábia, é assumir pessoalmente a tarefa de complementar a nossa própria educação.

Se você acha que a sua educação literária foi deficiente, não se sinta só. Este é o caso de todos, ou quase todos, os pais e mães brasileiros que começam a atentar para a necessidade de guiar seus filhos pelo universo dos livros. Deixo aqui, para você, um link que leva a uma lista de 100 obras de literatura clássica mundial (clique aqui).

Cada item dessa lista, por sua vez, tem um outro link para uma explicação contextualizada sobre a obra e o autor. Trata-se de um excelente trabalho da revista Educar Para Crescer. Dê uma olhada nos links internos, passeie por eles, e decida por onde prefere começar!

  *           *           *

Imagem:

Jessie Willcox Smith (1863-1935) , “A Rainy Day”.

4 comentários sobre “Por que as crianças precisam ouvir histórias clássicas?

  1. Cristiane, obrigada por suas palavras. Sinto realmente uma lacuna em minha própria formação intelectual, e estou em busca de saná-la. Deus nos ajude. Um grande abraço. Parabéns pelo blog. P.S. Estou aqui por indicação do professor Rodrigo Gurgel. Abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s